pt watersheds

bacias hidrográficas
woman using water

esta é uma estória sobre água e vida na América Latina

A umidade se acumula nos solos esponjosos dos planaltos da América Latina. As planícies e as florestas de altitude regulam e filtram a água antes que ela emerja como um rio, abastecendo as comunidades com água para irrigar, cozinhar, lavar e beber. O desmatamento para a agricultura, a pecuária e a extração de madeira degrada o solo e resulta no aumento das imprevisíveis enchentes e secas sazonais. Imagine os benefícios que as pessoas e a natureza teriam se os proprietários de terras localizadas próximas às cabeceiras dos rios protegessem coletivamente a fonte de água que sustenta milhões de pessoas.

a tradição da reciprocidade

Conheça os agricultores de Los Negros, na Bolívia. O desmatamento desenfreado causou a diminuição dos níveis de água em 50% nos últimos 25 anos, durante a estação da seca. Quando lhe ofereceram recompensa financeira para preservar o habitat, um agricultor disse: “Se eu receber dinheiro, eu sei que vou gastá-lo imediatamente. Em vez disso, eu quero que esse recurso seja investido na criação de algo que dure.” Uma organização local, a Fundación Natura Bolivia, testou um sistema de acordo inovador que homenageia a cultura andina de reciprocidade. A Rare firmou parceria com eles e agora trabalha com as comunidades para que  os acordos sejam adotados em toda a América Latina. Esta é a forma como eles funcionam:

acordos recíprocos sobre a água

A Rare e seus parceiros na América Latina trabalham com as comunidades locais para assinar e implementar acordos inovadores para a proteção dos habitats próximos às cabeceiras de rios, críticos para a manutenção de fontes de água doce da região. A campanha de Orgulho, marca distintiva da Rare, engaja a comunidade para que apoie os acordos.

despertado pelo orgulho

O processo de convencer os proprietários a conservar sua terra pode levar mais de cinco anos, quando possível. Por meio da campanha de Orgulho, marca distintiva da Rare, os parceiros não só ensinam as comunidades sobre a dependência entre uma floresta saudável, a planície  e a água, mas também a terem orgulho do papel de guardiões de um dos recursos mais valiosos da vida. Com as campanhas de Orgulho construindo um apoio duradouro da comunidade, os acordos de conservação têm sido assinados em um prazo de dois anos.

gnwNgssZq9M

Assista ao desfile do festival Raymillacta no Peru, com a música da campanha de Orgulho e o mascote de beija-flor da espécie colibri sílfide.

benefício para as pessoas e para a natureza

Juntando as campanhas de Orgulho com os acordos recíprocos de água cria-se uma cultura que respeita florestas e planícies, fundamental na proteção dos meios de subsistência e de abastecimento de água na comunidade do entorno. Esta é a abordagem da Rare, e ela funciona.

Robert Yaguache: How do reciprocal water agreements work?

Robert Yaguache, especialista em água nos Andes, explica a abordagem da Rare para conservar o habitat e proteger os meios de subsistência.

Precisamos envolver toda a sociedade. Agora fazemos parte de algo que é nosso."

Alberto Jamarillo, prefeito da Chinchipe Equador, onde a campanha de Orgulho foi implementada

abrigando espécies

Algumas das espécies mais ameaçadas do mundo vivem nas bacias dos Andes. Mais de 20% das espécies identificadas pela Aliança para Extinção Zero vivem no planalto andino e metade delas não tem seu habitat. protegido. Os acordos recíprocos sobre a água facilitados pelas campanhas de Orgulho para proteger o habitat e criar corredores são críticos para a chance de sobrevivência de diversas espécies.

  • parrotslide788x591.jpg

    A população de papagaio-de-crista-amarela aumentou de 80 para 700 desde a sua redescoberta em 1998, em Roncesvalles, na Colômbia.  . O habitat e a sobrevivência da ave estão agora melhor protegidos graças à campanha de Orgulho lançada na região.

    A população de papagaio-de-crista-amarela aumentou de 80 para 700 desde a sua redescoberta em 1998, em Roncesvalles, na Colômbia. O habitat e a sobrevivência da ave estão agora melhor protegidos graças à campanha de Orgulho lançada na região.

    Photo: ProAves Colombia

    1/5
  • jocotocoslide788x591.jpg

    A ave jocotoco, que tem o tamanho de um melão, foi descoberta no Equador em 1997 por Bob Ridgely, coincidentemente um dos fundadores da Rare. Há somente cerca de 600 exemplares desta ave no mundo.

    A ave jocotoco, que tem o tamanho de um melão, foi descoberta no Equador em 1997 por Bob Ridgely, coincidentemente um dos fundadores da Rare. Há somente cerca de 600 exemplares desta ave no mundo.

    2/5
  • marvelspatultailslide788x591.jpg

    O pequeno beija-flor da espécie colibri sílfide no Peru, caracterizado como mascote no vídeo acima, é raramente visto. Existem menos de 1.000 aves desta espécie na natureza.

    O pequeno beija-flor da espécie colibri sílfide no Peru, caracterizado como mascote no vídeo acima, é raramente visto. Existem menos de 1.000 aves desta espécie na natureza.

    Photo: David Cook

    3/5
  • ranitaslide788x591.jpg

    Um dos mais valiosos indicadores ecológicos dos Andes que estão entre os habitantes mais ameaçados são as inúmeras espécies de rãs, cujas populações estão tão ameaçadas que a ciência sequer tem números registrados, como é o caso desta pequena Ranita De La

    Um dos mais valiosos indicadores ecológicos dos Andes que estão entre os habitantes mais ameaçados são as inúmeras espécies de rãs, cujas populações estão tão ameaçadas que a ciência sequer tem números registrados, como é o caso desta pequena Ranita De La Cordillera Yanachaga, no Peru.

    4/5
  • nanayslide788x591.jpg

    Nanay quer dizer tristeza em Quechua, decorrente da extinção de muitas espécies de rãs desta família nos Andes equatorianos. Atelopus Nanay, Equador. População desconhecida.

    Nanay quer dizer tristeza em Quechua, decorrente da extinção de muitas espécies de rãs desta família nos Andes equatorianos. Atelopus Nanay, Equador. População desconhecida.

    5/5
resultados dos acordos recíprocos
34 pride campaigns to protect watersheds
campanhas de Orgulho para proteger as bacias hidrográficas
483 landowners have signed contracts to conserve habitat
proprietários assinaram contratos para conservar habitat em suas terras
10,344 hectares now protected voluntarily by local landowners
hectares estão agora protegidos voluntariamente pelos proprietários locais